Brincadeira é o maior benefício à saúde do seu filho

Pode-se dizer que brincar é o trabalho da criança. A brincadeira é uma forma da criança se expressar e é fundamental para o desenvolvimento infantil. Brincar traz muitos benefícios para as crianças, pois o mundo lúdico ajuda os nossos pequenos a entenderem o mundo em que vivemos. Principalmente, quando brincam de faz e conta, com situações cotidianas da sua vida como crianças ou que passarão futuramente.

A infância é uma fase de aprenderem a expressar o que sentem, comunicar o que estão sentindo e o que gostam. Logo, nesse momento em que estamos vivendo inúmeras mudanças, em que todos nós estamos abalados, deixar seu pequeno brincar é a melhor forma de amenizar todas as consequências do isolamento. E você pode utilizar a brincadeira, inclusive, para explicar tudo isso que estamos vivendo, de forma lúdica.

A brincadeira, também, traz muitos benefícios para a saúde mental, além da sua importante função no desenvolvimento cerebral dos pequenos. Brincar ajuda a moldar a personalidade e a sua mente, sobretudo nos primeiros anos de vida.

Desenvolvimento cerebral

Após o nosso nascimento, o cérebro, assim como os demais órgãos, continuam se desenvolvendo; dessa forma todas as nossas experiências, estímulos e desafios criam novas conexões neurais e ainda reforçam as que já existem, mudando o nosso cérebro. Por isso que brincar é muito positivo, ajuda na estruturação e organização neurológica, já que trabalham juntos todos os sistemas sensoriais como o motor, social, cognitivo e emocional.

As experiências sensoriais que são resultados dos estímulos que somos expostos nos primeiros anos, são fundamentais para o desenvolvimento cerebral nessa fase da vida, já que a qualidade desses estímulos tem um forte impacto nas conexões neurais. Pois, as próprias conexões, são formadas e fortalecidas graças às vivências multissensoriais, como agimos e sentimos mediantes ao meio que nos cerca. As brincadeiras que trabalham a motricidade permitem maior oxigenação do cérebro, melhorando a cognição, favorecendo a flexibilidade, a neurogênese (processo de formação de novos neurônios) e estimulam capacidades mentais, sociais e emocionais.

Estimular a criança a brincar

Agora que ficou mais claro a importância de estimular a brincadeira na infância, é importante perguntar se: você está estimulando o seu pequeno a brincar tanto quanto deveria nessa quarentena? Você pode até pensar que, com a rotina louca que está com o home office, todos em casa, tarefas domésticas em dobro e aulas online, fica inviável brincar com o seu filho. Mas, bem, podemos analisar soluções sobre dois ângulos: você não precisa brincar com o seu filho sem parar de fazer suas atividades ou brincar com ele o tempo todo. Mas, sim, você pode ensiná-lo a brincar sozinho para não ficar entediado, e organizar as brincadeira de uma forma que ele fique concentrado nelas. Afinal, brincar solo também é importante e não vem sem benefícios.

As crianças vêm perdendo o hábito de brincar porque muitos pais não as estimulam. Muitos adultos se esqueceram, ou simplesmente não compreendem como é importante essa fase para as crianças. E pior, por conta do seu cotidiano corrido, essa fase, simplesmente, foi substituída pela televisão e pelos eletrônicos nos últimos anos,  já que são ferramentas mais fáceis, práticas, e que fazem menos bagunça para deixar as crianças calmas. No entanto, saiba que essa escolha vem com um preço altíssimo – e não estou apenas falando do preço dos aparelhos.

Outro ponto importante, também, relacionado ao excesso de telas, é criar prioridade e uma rotina para o seu filho. Inclusive, você pode encaixar na sua rotina um momento de brincadeira com o seu pequeno, até para que você desacelere. Esse hábito não só irá favorecer o desenvolvimento dele, mas também fortalecerá a relação entre vocês.

Ainda dá tempo de mudar

É muito importante os pais lembrarem que já foram criança e o quanto esta fase é curta e não volta mais. Logo, não se trata apenas de só estimular os seus pequenos, mas passarem um tempo de qualidade juntos também. A criança aprende pelo exemplo, então, é preciso se esforçar um pouco para estimulá-la a brincar. A brincadeira para a criança tem o mesmo efeito que ler um livro ou ver um filme tem para nós, adultos. É uma forma de acalmar e nos equilibrar. Além disso, a brincadeira protege as crianças do avalanche de informações que recebemos o tempo todo, saindo um pouco dessa realidade que o coronavírus causou.

Brincar é sempre bom para a criança, e obviamente, se ela faz isso com um amiguinho é melhor ainda, devido à troca e conexão. Ela aprende sobre compartilhar, esperar sua vez,  respeitar o espaço de todos; aprende a expressar sentimentos, necessidades e entender que o comportamento delas causam reações no outro. Mas, ainda que sozinha, brincar ainda traz inúmeros benefícios como estimular a criatividade, autonomia e aprender a gostar e ficar confortável em sua própria companhia.

Curiosidade

No Brasil, 01 de Março foi instituído como o Dia da Criança doente. Por isso mesmo, resolvemos abordar este tema tão importante, afim de te ajudar a preservar da maneira mais simples e prazerosa a saúde de seu pequeno: incentivando a brincar.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.